Perfil da Blogueira

Minha foto
Juliane Oliveira
"Toda vez que você desiste de um sonho, é uma parte do seu futuro que deixa de existir!"
Visualizar meu perfil completo
Feeds RSS
Feeds RSS

17 agosto 2010

Se vira nos 30

Domingo 15/08 , assistindo o Se Vira nos 30 do programa do Faustão, acabei me indignando com uma performance apresentada em que um homem usava duas araras para tentar ganhar o prêmio do quadro.
O que me impressionou foi que o tal homem disse que essa especie de arara é a que mais usam como pet.
A naturalidade com que ele falava que esse bicho é normalmente usado como animal de estimação era indignador. Como que um animal silvestre que deveria ter o livre arbitrio de voar e viver em matas pode ser usado até como objeto para ganho de custos pessoais? Mesmo o animal sendo autorizado pelo ibama, nada pode amenizar a indignaçaõ de saber que o animal não viverá em seu habitat natural e morrerá preso em uma gaiola ou dentro de uma casa. Por isso pense bem antes de comprar um

A compra de um animal silvestre resulta em duas certezas:

1. O animal preferiaria estar livre;

2. O comprador está contribuindo para que outros animais sejam capturados, torturados no transporte.

A venda das araras não é só responsabilidade do vendedor ou traficante, quem compra também tem suas mãos sujas com sofrimento e morte destes animais.

4 comentários:

*May Lopes disse...

Olá Juh1
Ótimo post como sempre!
hehe
E vim agradecer a força que vc me deu no meu blog!
bjo

L. Caroline Anjos Ѽ disse...

Perfeito! Totalmente contra a captura dos animais. Liberdade! Ninguém gosta de está preso. Homens sem coração.

Seguindo já.

Beijos!

Divulga: http://anjoslaly.blogspot.com/

Dra. Tata disse...

Seu blog é muito bonito, um dia aprendo a deixar o meu bonito assim também. :)

Bjoooooooo
http://www.blogdassenhoritas.blogspot.com/

professora Renata Sanches disse...

Nossa Ju, eu não vi, mas fico passada com qualquer tipo de exposição e tortura de animais!
Foi muito bom vc postar, vamos todos mostrar nossa indignação!

Postar um comentário

Espaço para comentários e críticas.