Perfil da Blogueira

Minha foto
Juliane Oliveira
"Toda vez que você desiste de um sonho, é uma parte do seu futuro que deixa de existir!"
Visualizar meu perfil completo
Feeds RSS
Feeds RSS

30 dezembro 2009

Feliz 2010 pra td mundo!!!!


29 dezembro 2009

Roqueiro ameaça matar centenas de animais em protesto


Theodore "Ted" Nugent ,guitarrista de hard rock dos Estados Unidos ,está ameaçando “abater” cervos e distribuir sua carne aos pobres sempre que celebridades vegetarianas como PAMELA ANDERSON e PAUL MCCARTNEY criticarem a caça e o consumo de carne em 2010.
Um ávido caçador e conservacionista, Nugent odeia os grupos de defesa dos direitos dos animais que atacam seu hobby favorito e fica bastante irritado quando estrelas insistem que esportes que envolvam abate de animais são cruéis.
O roqueiro disse à revista Royal Flush: "Pam Anderson... pare de falar merda por uns dois minutos e me diga: você está me dizendo que não posso comer carne de cervos? Você não autoriza o consumo de carne de cervo?”

“Meu nome é Ted Nugent e, por causa de Pam Anderson... e de Paul McCartney, e de todos os membros da PETA, sempre que eu ouvir a palavra ‘animal’ e ‘direitos’ na mesma frase, vou matar mais uns cem neste ano”.

“Tenho autorização ilimitada para caçar cervos em Michigan e no Texas... E não vou só matá-los: vou abatê-los, limpá-los, tirar a pele, esquartejá-los, cortá-los e dar para restaurantes de sopas e abrigos para sem-teto dos EUA... Esse é meu objetivo de vida”.

Nugent também critica os vegetarianos, que insistem que tofu é mais saudável que carne. Ele alega que colher os ingredientes para produzir essa alternativa à carne é mais danoso ao meio-ambiente do que a caça.
Ele explica: “Se eu realmente quisesse maximizar o número de animais mortos, eu começaria a produzir tofu... Porque para produzir tofu você precisa daquele trator gigante e com ele passar por aquele campo, onde cada pássaro canoro, cada esquilo, cada tartaruga, cada coelho, cada camundongo... tudo deve morrer. Para conseguir fazer tofu, você precisa da completa aniquilação de todas as formas de vida”.

“Como você pode fingir que McCartney não é responsável por morte alguma? Eu mato coisas com uma flecha por vez... Acredito que cada tigela de tofu é responsável pela morte de bilhões de coisas. Eu não consigo competir com isso, como não consigo competir com Paul McCartney em número de mortes”.

Ridiculo deve morrer com uma flechada na cabeça desgraçado. Aqui se faz aqui se paga!

Detalhes


Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito tempo
Em sua vida
Eu vou viver...


Detalhes tão pequenos
De nós dois
São coisas muito grandes
Prá esquecer
E a toda hora vão
Estar presentes
Você vai ver...


Se um outro cabeludo
Aparecer na sua rua
E isto lhe trouxer
Saudades minhas
A culpa é sua...


O ronco barulhento
Do seu carro
A velha calça desbotada
Ou coisa assim
Imediatamente você vai
Lembrar de mim...


Eu sei que um outro
Deve estar falando
Ao seu ouvido

Palavras de amor
Como eu falei
Mas eu duvido!
Duvido que ele tenha
Tanto amor
E até os erros
Do meu português ruim
E nessa hora você vai
Lembrar de mim...


A noite envolvida
No silêncio do seu quarto
Antes de dormir você procura
O meu retrato
Mas da moldura não sou eu
Quem lhe sorri
Mas você vê o meu sorriso
Mesmo assim
E tudo isso vai fazer você
Lembrar de mim...


Se alguém tocar
Seu corpo como eu
Não diga nada
Não vá dizer
Meu nome sem querer
À pessoa errada...


Pensando ter amor
Nesse momento
Desesperada você
Tenta até o fim
E até nesse momento você vai
Lembrar de mim...


Eu sei que esses detalhes
Vão sumir na longa estrada
Do tempo que transforma
Todo amor em quase nada
Mas "quase"
Também é mais um detalhe
Um grande amor
Não vai morrer assim
Por isso
De vez em quando você vai
Vai lembrar de mim...


Não adianta nem tentar
Me esquecer
Durante muito
Muito tempo em sua vida
Eu vou viver
Não, não adianta nem tentar
Me esquecer...

28 dezembro 2009

Feriadão e Natal

Oi pessoal, bom depois de uma breve pausa para o Natal e o feriadão voltei hehehe.
Bom, este feriadão foi legal porém meio entediante, porque o feriadão foi só chuva e sol apesar de um tempo quente demais e abafado. Bom mas foi tudo muito legal muito bonito e é obvio comi mtooo hehehe.
Agora vim contar minha super nova novidade , vou voltar ao Ballet :) estou mto mas mto feliz mesmo por isso, pois ballet é uma coisa que eu amo demais, eu sou apaixonada por ballet desde criancinha , já fiz ballet a uns 2 anos atras e agora vou voltar se Deus quiser. Estou louca q chegue o Ano Novo para curtir as festas de Reveillon que concerteza vai ser o máximo hehehee. Por enquanto é isto bjinhus...

23 dezembro 2009

Agitos com as gurias



19 dezembro 2009

Ballet Paixão Eterna


A bailarina



um, dois, três quatro,
dobro a perna e dou um salto,
viro e me viro ao revés.
se eu cair, conto até dez.


depois essa lengalenga
toda recomeça.
puxa vida, ora essa,
viro na ponta dos pés.


quando sou criança,
viro orgulho da família,
giro em meia ponta
sobre minha sapatilha.


quando sou brinquedo,
me dão corda sem parar
se a corda não acaba
eu não paro de dançar.


sem quere esnobar,
sei bem fazer um "gran de car"
e pra um bom salto acontecer,
me abaixo num "demi plier."


sinto de repente
uma sensação de orgulho,
se ao contrário de um mergulho,
pulo no ar num "gran gête".


quando estou num palco,
entre luzes a brilhar,
eu me sinto um pássaro
a voar, voar, voar.


toda bailarina
pela vida vai levar
sua doce sina
de dançar, dançar, dançar.

18 dezembro 2009

Guinness Book só de olhar você entende!









=>AMANHÃ GUINESS BOOK OS MAIS IMPRESSIONANTES



Filmes Pscicopatas recomendo !


Sinopse
Mark Evans (Elijah Wood) é um garoto que vai morar com parentes quando perde a mãe. Lá ele descobre que Henry Evans (Macaulay Culkin), seu primo, tem uma índole extremamente má e até mesmo homicida. Mas como fazer os adultos acreditarem que uma criança possa ter uma índole tão perversa?



Pscicopata Americano
Patrick Bateman (Christian Bale) jovem, branco, bonito e sem nada que o diferencie de seus colegas de Wall Street. Protegido pela conformidade, privilégio e riqueza, Bateman também um serial killer, que vaga livremente e sem receios em busca de uma nova vítima. Seus impulsos assassinos são abastecidos por um zeloso materialismo e uma inveja torturante quando ele encontra alguém que possui mais do que ele. Após um colega dar-lhe um cartão de visitas melhor que o seu em tinta e papel, a sede de sangue de Bateman surge e ele aumenta ainda mais suas atividades homicidas, tornando-se um perigoso e violento psicopata.



Sinopse
Esta é a dança mortal e devassa de Paul Bernardo e Karla Homolka, um espantoso casal canadense, que resultou numa série de vítimas adolescentes, com intensas interpretações de Laura Prepon e Misha Collins. Bastante fiel à história real, as cenas de Karla foram baseadas em depoimentos, relatórios policiais, nas sessões de Karla com seu psiquiatra, e nas fitas filmadas pelos próprios assassinos. Com perplexidade, o público vê os fatos acontecerem, sem nenhum remorso de Paul e com a falsa normalidade de Karla, atormentada por sua consciência, mas incapaz de escapar. Seria possível uma mulher amar tanto, a ponto de se tornar cúmplice de crimes...que começaram.


O Silêncio dos inocentes
sinopse:Agente do FBI (Jodie Foster) destacada para encontrar assassino que arranca a pele de suas vítimas. Para entender como ele pensa, ela procura um periogoso psicopata (Anthony Hopkins), encarcerado sob a acusação de canibalismo.




sinopse:David Callaway (Robert De Niro) é um homem que enviuvou recentemente, vivendo agora apenas com sua filha Emily (Dakota Fanning), de 9 anos. Emily cria um amigo imaginário chamado Charlie, com quem costuma brincar de esconde-esconde. Só que aos poucos Charlie se revela como alguém malvado e vingativo, o que ameaça a próprio família Callaway.




sinopse:Haddonfield. Michael Myers (Daeg Faerch), aos 10 anos, é atormentado pelos colegas de escola e também por sua família. Para extravasar a raiva o garoto passa a usar uma máscara de palhaço, com a qual tortura e mata animais. Até que, em um Dia das Bruxas, a mãe de Michael é chamada pelo psiquiatra da escola para uma conversa. Um gato morto e fotos exibindo maus tratos com animais são mostrados a ela, sob a alegação de que seriam indícios de que Michael possui distúrbios psicológicos. Ao saber que seria analisado, Michael foge da escola. Já em casa é impedido de sair para comemorar o Dia das Bruxas, pois sua irmã deseja ficar com o namorado. Como vingança, ele mata o casal com facadas. Este ato faz com que Michael seja condenado e permaneça em uma clínica psiquiátrica por 15 anos, período o qual não diz uma palavra sequer e ocupa seu tempo confeccionando máscaras. Até que, na véspera do Dia das Bruxas, Michael (Tyler Mane) consegue escapar, retornando à sua cidade-natal para se vingar.

"O monstro de Amstetten"



Bom, se alguem ainda não viu o Diabo aqui esta ele em carne e osso. Josef Fritzl é um doente mental, pscicopata que manteve a filha mais de anos presa em um porão, estrupando-a e torturando-a repetidamente desde 1984 até 2008.
Conhecido como "o monstro de Amstetten" , Josef teve 7 filhos com a propria filha a qual um morreu ao nascer. Em maio de 2008, o jornal austríaco "Oberösterreichischen Nachrichten" descobriu que Josef Fritzl já havia cometido vários crimes sexuais no ano de 1967. Josef pegou prisão perpétua pelos crimes de incesto, estupro, cárcere privado e homicído. Calcula-se que ao longo destes 24 anos ele tenha estrupado Elisabeth mais de três mil vezes.

E agora eu me pergunto porque uma pessoa se torna tão maléfica fazendo tudo isso com a propria filha?
O que passa na cabeça de um doente mental como este?
Acho que acima de qualquer coisa eles são frios, é como os psciquiatras explicam, eles não sentem emoções, eles são irracionais.
Na minha opinião pessoas como Josef Fritzl são o Demônio em pessoa. O caso de Tomy Lynn Sells que matou uma mulher grávida dando socos em sua barriga. Como uma pessoa pode chegar ao ponto desta crueldade? Também um caso aqui no Brasil, Suzane von richthofen que matou os proprios pais.
E aqui fica uma pergunta O que passa na cabeça de um pscicopata?

" O PSICOPATA É COMO O GATO, QUE NÃO PENSA NO QUE O RATO SENTE. ELE SÓ PENSA EM COMIDA. A VANTAGEM DO RATO SOBRE AS VÍTIMAS DO PSICOPATA É QUE ELE SEMPRE SABE QUEM É O GATO."

17 dezembro 2009

Palhaço Sinistro

O indice de maldade de Tommy Lynn Sells

video
Confira alguns vídeos neste link:

http://www.youtube.com/watch?v=sXFskU4DUAo

Ciumes Pscicopata Discovery dr. Stone índice de Maldade

video

Raquel, Aline e Eu que Trio hehehe


Pscicopatas



Quando pensamos em psicopatia, logo nos vem à mente um sujeito com cara de mau, truculento, de aparência descuidada, pinta de assassino e desvios comportamentais tão óbvios que poderíamos reconhecê-lo sem pestanejar. Isso é um grande equívoco! Para os desavisados, reconhecê-los não é uma tarefa tão fácil quanto se imagina. Os psicopatas enganam e representam muitíssimo bem.

Mentes Perigosas discorre sobre pessoas frias, manipuladoras, transgressoras de regras sociais, sem consciência e desprovidas de sentimento de compaixão ou culpa. Esses "predadores sociais" com aparência humana estão por aí, misturados conosco, incógnitos, infiltrados em todos os setores sociais. São homens, mulheres, de qualquer raça, credo ou nível social. Trabalham, estudam, fazem carreiras, se casam, têm filhos, mas definitivamente não são como a maioria da população: aquelas a quem chamaríamos de "pessoas do bem".
Eles podem arruinar empresas e famílias, provocar intrigas, destruir sonhos, mas não matam. E, exatamente por isso, permanecem por muito tempo ou até uma vida inteira sem serem descobertos ou diagnosticados. Por serem charmosos, eloqüentes, "inteligentes" e sedutores costumam não levantar a menor suspeita de quem realmente são. Visam apenas o benefício próprio, almejam o poder e o status, engordam ilicitamente suas contas bancárias, são mentirosos contumazes, parasitas, chefes tiranos, pedófilos, líderes natos da maldade.
Em casos extremos, os psicopatas matam a sangue-frio, com requintes de crueldade, sem medo e sem arrependimento. Porém, o que a sociedade desconhece é que os psicopatas, em sua grande maioria, não são assassinos e vivem como se fossem pessoas comuns.

Pscicopatas na vida real

Lista de alguns vídeos do índice de maldade interessantes vale a pena assistir. CLIQUE EM CIMA PARA AUMENTAR A IMAGEM.

Entenda como funciona o índice de maldade classificada pelo dr Michael Stone

Índice da Maldade

01 Matam em defesa própria e não tem tendências psicopatas (pessoas normais);

02 Amantes ciumentos sem tendências psicopatas (também pessoas normais);

03 Cúmplices de assassinos: personalidade distorcida e com problemas anti-sociais;

04 Matou em auto-defesa, mas provocou a vítima de forma extrema;

05 Pessoas desesperadas com traumas que matam parentes abusivos ou outras pessoas para sustentar vícios. Sem tendências psicopatas e mostram remorso genuíno;

06 Pessaos impetuosas que matam em acessos de fúria, sem tendências psicopatas;

07 Narcisista psicótico, não-psicopata, que mata as pessoas próximas por um motivo (seja lá qual for);

08 Pessoas que matam em acessos de fúria;

09 Amantes ciumentos psicopatas;

10 Matadores de pessoas que estavam “em seu caminho” ou testemunhas. Ou seja, egocêntricos, mas não psicopatas;

11 Psicopatas assassinos de pessoas “em seu caminho”;

12 Psicopatas megalomaníacos que mataram quando ameaçados;

13 Pessoas com problemas de personalidades cheios de ódio em crise;

14 Psicopatas egoístas que montam esquemas;

15 Psicopatas à sangue frio ou assassinos múltiplos;

16 Psicopatas cometendo vários atos criminosos;

17 Assassinos sexualmente pervertidos, torturadores-matadores (o estupro é o principal motivo, não a tortura);

18 Torturadores-matadores onde o principal motivo é o assassinato;

19 Psicopatas que fazem terrorismo, subjugação de vítimas (tortura), intimidação e estupro (sem assassinato);

20 Torturadores-matadores onde a tortura é o principal motivo, mas em personalidades psicóticas;

21 Psicopatas que torturam até o limite, mas sem nunca terem cometido um assassinato;

22 Psicopatas que torturam, onde a tortura é o principal motivo (e matam)

Pscicopatas na vida real



Armin Meiwes, canibal alemão
Na internet, procurou alguém que aceitasse ser assassinado e comido. Um homem respondeu: “Espero que me ache saboroso!”.

Na casa de Meiwes, ele dá remédios à vítima para que durma. Então dá-lhe um beijo… e algumas facadas. Em seguida, drenou o sangue do morto, dissecou seu corpo e congelou 20 quilos de carne, o que lhe permitiu fazer refeições regadas a vinho por alguns meses.
Procurando nova vítima, volta à internet, mas alguém o denuncia à polícia.
Para o dr. Stone, Armim Meiwes consegue 7 pontos na sua Escala da Maldade – assassino altamente egocêntrico, que mata por razões narcisistas.
Não é um serial killer porque não teve tempo de ser – foi preso antes.





GARY HEIDNIK
Uma mulher conseguiu escapar após passar 3 meses presa na casa de Heidnik, como escrava sexual, na Filadélfia. Disse à polícia que ainda haviam 3 mulheres lá. Encontraram um braço na geladeira, carne humana entupindo a pia, ossos em panelas… Os corredores da casa eram decorados com notas de 1 dólar e moedas de 1 centavo. As mulheres eram estupradas diariamente e, para que não se unissem, uma tinha que espancar a outra. Eram torturadas com eletrodomésticos. O rádio ficava no volume máximo para que os vizinhos não escutassem gritos.

Na sua infância, Heidnik teve um pai que o humilhava e o ameaçava muito (chegou a dependurá-lo pela perna, na janela do 3o andar). Após sofrer uma queda, aos 6 anos, ficou violento com animais.
 Disse que uma vez ouviu uma voz ordenando que montasse uma igreja. Ele se auto-proclamou bispo e fazia cultos em cima do calabouço onde haviam vítimas.
Queria engravidá-las, mas não conseguiu, então sua crueldade aumentou. Uma morreu eletrocutada, outra asfixiada. Colocou os restos desta em um liquidificador com ração de cachorro e obrigou outras a comer.
Seu julgamento girou sobre sua sanidade mental. Um psiquiatra disse que se houvesse uma “olimpíada de doença mental”, ele ganharia medalha de ouro. Apesar disto, era um homem que tinha conseguido construir um grande patrimônio. O júri o considerou são.
 Está no grau 22 do Índice da Maldade do dr. Stone. “Não devemos fingir que os que estão do outro lado irão melhorar.”
 Heidnik foi executado em 1999.





Pscicopatas na vida real



Na minha opinião o maior pscicopata da História

Adolf Hilter, ditador alemão, nasceu em 1889 na Áustria. Filho de Alois Hitler e Klara Poezl, alistou-se voluntariamente no exército bávaro no começo da Primeira Guerra Mundial. Tornou-se cabo e ganhou duas vezes a Cruz de Ferro por bravura.

Depois da desmobilizaçãodo exército, Hitler associou-se a um pequeno grupo nacionalista, o Partido dos Trabalhadores Alemães, que mais tarde se tornou o Partido Nacional-Socialista Alemão (nazista).
Em Viena, ele havia assimilado as idéias anti-semitas (contra os judeus)que, insufladas por seus longos discursos contra o Acordo de Paz de Versalhes e o marxismo, encontraram terreno fértil em uma Alemanha humilhada pela derrota.
Em 1921, tornou-se líder dos nazistas e, dois anos mais tarde, organizou uma malograda insurreição, o "putsch" de Munique. Durante os meses que passou na prisão com Rudolph Hess, Hitler ditou o Mein Kampf (Minha Luta), um manisfesto político no qual detalhou a necessidade alemã de se rearmar, empenhar-se na auto-suficiência econômica, suprimir o sindicalismo e o comunismo, e exterminar a minoria judaica.
Em 1929, ganhou um grande fluxo de adeptos, de forma que, ajudado pela violência contra inimigos políticos, seu partido floresceu. Após o fracasso de sucessivos chanceleres, o presidente Hindenburg indicou Hitler como chefe do governo (1933).
Hitler criou uma ditadura unipartidária e no ano seguinte eliminou seus rivais na "noite das facas longas". Com a morte de Hindenburg, ele assumiu o título de presidente do Reich Alemão. Começou então o rearmamento, ferindo o Tratado de Versalhes, reocupou a Renânia em 1936 e deu os primeiros passos para sua pretendida expansão do Terceiro Reich: a anexação com a Áustria em 1938 e a tomada da antiga Tchecoslováquia.
O ditador firmou o pacto de não-agressão nazi-soviético com Stalin, a fim de invadir a Polônia, mas quebrou-o ao atacar a Rússia em 1941. A invasão à Polônia precipitou a Segunda Guerra Mundial.
Seguia táticas "intuitivas", indo contra conselhos de especialistas militares, e no princípio obteve vitórias maciças. Em 1941, assumiu o controle direto das forças armadas. Como o curso da guerra mostrou-se desfavorável à Alemanha, decidiu intensificar o assassinato em massa, que culminou com o holocausto judeu.
Conhecido como um dos piores massacres da história da humanidade, o holocausto -termo utilizado para descrever a tentativa de extermínio dos judeus na Europa nazista- teve seu fim anunciado no dia 27 de janeiro de 1945, quando as tropas soviéticas, aliadas ao Reino Unido, Estados Unidos e França na Segunda Guerra Mundial, invadiram o campo de concentração e extermínio de Auschwitz-Birkenau, em Oswiecim (sul da Polônia). No local, o mais conhecido campo de concentração mantido pela Alemanha nazista de Adolf Hitler, entre 1,1 e 1,5 milhão de pessoas (em sua maioria judeus) morreram nas câmaras de gás, de fome ou por doenças.
Ainda em 1945, quando o exército soviético entrou em Berlim, Hitler se casou com a amante, Eva Braun. Há evidências de que os dois cometeram suicídio e tiveram seus corpos queimados em um abrigo subterrâneo em 1945.

Pscicopatas na vida real


Tommy Lynn Sells é suspeito de ter matado cerca de 70 pessoas (ele diz não saber exatamente), em vários estados americanos. Matou homens, mulheres e crianças, com facas ou armas de fogo.

Nascido em 64, foi abandonado pela mãe, criado por uma tia e, ainda criança, começou a andar com um vizinho, que supostamente o molestou. Aos 14 anos saiu de casa e, aos 16, cometeu o primeiro homicídio.
Já adulto, não tinha emprego nem moradias fixas, assim, estava sempre se locomovendo, viajando escondido em trens.
Sells foi preso após esfaquear uma garota, que correu e pediu ajuda.
Tommy foi condenado a morte e aguarda sua execução.

Trechos interessantes:

> Sobre o primeiro assassinato: “Vi um homem fazendo sexo oral num menininho. Aí eu pensei: ‘Não, não, não… Esse sujeito vai morrer!’ Eu me descontrolei, eu perdi a noção das coisas… Só sei que eu estava com uma pistola no bolso e ele ia morrer. Foi assim, simples assim! Mas depois de matar eu tive aquela sensação, como… como… como… como se fosse uma droga.”

> Michal Stone classifica Tommy Lynn Sells no índice 22 da sua Escala da Maldade, o grau mais alto. (Talvez Stone tenha sido influenciado pelo fato de ter entrevistado pessoalmente o psicopata, pois classifica outros que, a nosso ver, são tão nefastos como Sells em índices mais baixos – por exemplo: Ted Bundy estaria “apenas” no grau 17 de sua escala.)





Theodore Robert Cowell "Ted" Bundy (24 de novembro de 1946 – 24 de janeiro de 1989) foi um dos mais temíveis assassinos em série da história dos Estados Unidos da América durante a década de 1970. Com uma infância perturbada, ele iniciou a sua carreira criminosa assassinando e estuprando as suas vítimas.

Era um homem charmoso, comunicativo , de conversa e palavras convincentes, que lhe ajudariam a seduzir e eliminar mulheres em uma matança desenfreada. Foi preso e conseguiu fugir, dando continuidade em seus crimes na mesma noite em que escapara. Há um episódio que foi retratado onde invadiu uma república de moças, onde as matou a sangue frio. Seu último assassinato foi uma garota de apenas doze anos de idade.
Ted Bundy foi levado a julgamento e condenado à pena de morte por eletrocussão. Os jurados demoraram apenas quinze minutos deliberando sobre o veredito. Executado em 24 de janeiro de 1989, Bundy ainda foi alvo de uma ironia no dia de sua morte: foi uma mulher que ligou a chave da cadeira elétrica que pôs fim a à sua vida.

> No julgamento, o juiz diz a Ted Bundy:


- Você é um rapaz inteligente. E teria dado um bom advogado. Gostaria de tê-lo visto defender uma causa, mas você escolheu outro rumo, amigo. Boa sorte!

Bundy responde apenas:

- Obrigado.
> Bundy sobre a cadeia: “Todo cidadão que acredita na lei e na ordem deveria passar algumas semanas lá para aprender como funciona. Tem gente muito legal e tem gente muito boa, não importa se são culpados ou inocentes, mas se aprende muito…”.
 






Karla Homolka tinha 17 anos quando cruzou pela primeira vez com Paul Bernardo, então com 22, numa feira de produtos animais em Ontário. Morava com os pais, sabia-se bonita e estagiava para se tornar veterinária. Paul era recém-formado em contabilidade pela Universidade de Toronto, tinha modos sedutores e físico atraente. Já carregava um sinistro currículo de estupros de namoradas e abusos de vítimas desconhecidas, mas isso Karla desconhecia.

Mal começou, o romance adquiriu contornos tão secretos quanto sombrios, pautado pelas obsessões sexuais de Paul. Uma delas era deflorar virgens. A travessia sem volta ocorreu após uma ceia de Natal na casa da família Homolka. A pedido do namorado, Karla drogou a irmã caçula, de 15 anos, para que Paul pudesse abusar dela enquanto o resto da família dormia. Para isso, recorreu a anestésicos de veterinária e filmou a defloração da irmã com avidez. A adolescente jamais recobrou a consciência: sufocou no próprio vômito durante o estupro. Karla e Paul sumiram com os vestígios do crime e chamaram a polícia, que aceitou a versão de acidente por excesso de bebida.
Passados seis meses, o casal, já noivo, raptou e estuprou uma colegial de 14 anos. As sevícias, também registradas em vídeo, duraram um dia e uma noite. Ao final, a vítima foi morta e jogada num lago. Duas semanas mais tarde Paul e Karla tornavam-se marido e mulher, em cerimônia com carruagem, noivo de fraque e noiva de branco. Já nessa época, sustenta Karla, os tempos em que Paul a tratava como princesa haviam expirado. Ela havia se tornado sua “escrava sexual”. Com abusos verbais e físicos em escalada. Antes de serem descobertos, marido e mulher ainda atraíram para casa outra colegial de 15 anos. Submeteram-na a três dias de horror, revezando-se nas filmagens. Por fim, mataram-na.
A partir daí a brutalidade de Paul passou a se concentrar na própria mulher, levando Karla a ser socorrida pela polícia. O fio da meada de horrores começa então a ser desvendado.