Perfil da Blogueira

Minha foto
Juliane Oliveira
"Toda vez que você desiste de um sonho, é uma parte do seu futuro que deixa de existir!"
Visualizar meu perfil completo
Feeds RSS
Feeds RSS

25 outubro 2011

E eu gostava tanto de você...

Sabe, tanta coisa aconteceu depois que o Fumaça se foi, tanta coisa mesmo. Hoje li um pouco dos post que escrevi no dia e na semana em que tudo aconteceu. É claro que chorei ao ler e ao lembrar dele, isso já é tão natural que as vezes não posso nem falar dele que já me aperta o coração e as lágrimas são inevitáveis. Um ano já se passou e as vezes sinto e vivo toda aquela dor e o desespero de perder ele sem ao menos me despedir ou ao menos tentar salvá-lo. Pois foi tudo tão rápido, e foi uma coisa que nunca imaginariamos que aconteceria, achavamos impossível aquela coisinha tão linda um dia nos deixar. Acho que esta é a pior parte porque mesmo depois que ele se foi escutavamos os passinhos dele dentro de casa, aquilo estava tão guardado em nossa memória que era e ainda é dificil aceitar que ele se foi. Eu me lembro como se tudo tivesse acabdo de acontecer, quando cheguei em casa era 10:30 da noite e o Fumaça estava na casa do meu namorado(Willian) que também tinha acabado de chegar e encontrado o Fu naquele estado, se contorcendo todo e tendo umas convulsões. Lembro que nisso tudo ele me telefonou e me disse o que estava acontecendo, fiquei tão desesperada que eu não conseguia acreditar, ele correu pro veterinário mas nem o veterinário pode salvá-lo porque o veneno na qual tinham dado pro Fumaça é estrecnina, um veneno que mata em menos de minutos. Lembro direitinho a hora em que ele chegou do veterinário com o Fumaça ainda vivo mas já quase morrendo, e me ligou novamente dizendo que ele estava morrendo, eu não podia acreditar que o nosso anjo que o nosso bebê simplismente estava nos deixando, que o nosso Fuzinho estava indo pra nunca mais voltar. É  tanta saudade que choro ao escrever este post. A saudade é tão forte que choro toda vez que escuto an musica Gostava tanto de você do Tim Maia, aonde estou e como estou não importa, pois eu sempre acabo me desmachando em lágrimas. Esta música traduz tudo que eu sinto e o que aconteceu naquele dia.

Não sei porque você se foi
Quantas saudades eu senti
E de tristezas vou viver
E aquele adeus não pude dar...

Não sei se sou a unica pessoa no mundo ainda chora por um cão que morreu a mais de un ano.
Não sei se posso ser chamada de louca, fútil ou de até idiota, só sei que eu choro quando perco um animal de estimação, só sei que amo mais eles do que a mim mesma, eu não escolho ser assim, simplismente sou. Se isso é pecado aos olhos de Deus eu também não sei, eu só sei que amo todos eles com todas minhas forças e deve ser por isso que sofro tanto.

0 comentários:

Postar um comentário

Espaço para comentários e críticas.