Perfil da Blogueira

Minha foto
Juliane Oliveira
"Toda vez que você desiste de um sonho, é uma parte do seu futuro que deixa de existir!"
Visualizar meu perfil completo
Feeds RSS
Feeds RSS

10 março 2010

Petição para ajudar os cães da Coreia do Sul


Aproximadamente 5 mil cães são estrangulados, eletrocutados e espancados até a morte diariamente na Coreia do Sul. Por ano, são cerca de 2 milhões de cães brutalmente mortos. Tudo para manter a indústria da carne de cachorro no país.

Cães esperam pelo abate em um supermercado em Seul, na Coreia do Sul. (Foto: Anja Johnson/Pet Mag)
O governo sul-coreano aceitou as Leis de Proteção Animal, que tornam a tortura um crime, mas essas leis nunca foram devidamente aplicadas no país. A indústria de carne de cachorro continua a prosperar e as autoridades são relutantes e indiferentes à sua proibição.
Embora seja proibido o anúncio nas principais ruas ou mesmo em idioma inglês, cerca de 6 mil restaurantes hoje servem carne de cachorro na Coreia do Sul. E não são fechados.
Apenas durante as Olimpíadas de Seul em 1988 e na Copa do Mundo de 2002, restaurantes que serviam carne de cachorro foram obrigados a fechar temporariamente, com medo da mídia internacional presente na Coreia do Sul.
A vida dos cães na Coreia do Sul
Eles são confinados em fazendas de criação, onde recebem comida em quantidades que mal dão para se alimentarem, e ficam presos em espaços pequenos, onde não podem mover-se.
Muitos cães são criados para a indústria da carne, mas alguns são animais de estimação vendidos aos comerciantes de carne de cachorro. Muitos são transportados para mercados como o Moran, próximo de Seul.
A morte dos cães é lenta e dolorosa. São espancados, queimados e enforcados. Acredita-se que, se você torturar um cão antes de matá-lo, sua carne ficará mais saborosa, e aquele que a consumir terá mais virilidade.
A carne de cachorro é vendida abertamente, embora não seja recomendada aos comerciantes a venda da carne para estrangeiros. Mais de seis mil restaurantes na Coreia do Sul servem comida feita de carne de cachorro – sopas, guisados e bifes.
Isto acontece em pleno século 21, em um grande centro de negócios e tecnologia da Ásia.
Você pode ajudar a mudar a vida de milhões de cães
O apoio internacional contra a tortura e o consumo de carne de cachorro é o único caminho para pressionar o governo sul-coreano a realmente proteger os direitos animais e proibir a indústrias de carne de cachorro em todo o país.
Uma petição será apresentada ao governo coreano em Seul pela Korea Animal Rights Advocates, quando pelo menos 1 milhão de assinaturas forem coletadas.
Esta petição é diferente de todas as outras feitas em apoio aos cães coreanos por causa de seu alcance. Pessoas do mundo inteiro podem ver a página de “Stop Killing Dogs” em inglês, francês, espanhol, italiano, e em várias outras línguas.

Assine a petição

http://www.uniteddogs.com/stopkillingdogs

Com informações de United Dogs/ANDA

0 comentários:

Postar um comentário

Espaço para comentários e críticas.